Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Início | Clube | Rádio | Informação | Rally | Contatos
Política de Coesão permitiu aos Açores serem a única região do país a convergir com a União Europeia
INSERIDO EM 2018/02/21

O Vice-Presidente do Governo afirmou hoje, na Horta, que os Açores são o exemplo da importância do papel da Política de Coesão da União Europeia e da sua manutenção futura, destacando o processo de convergência, ímpar a nível nacional, alcançado nos últimos 15 anos.

“Os Açores foram a única região do país que convergiu para a média da União Europeia em termos de Produto Interno Bruto (PIB) e geração de riqueza na Europa a 28 (países)", salientou Sérgio Ávila, que falava na Assembleia Legislativa durante um debate promovido pelo Governo dos Açores sobre 'A União Europeia pós 2020'.

Para o Vice-Presidente, “a Política de Coesão é, sem dúvida, um dos grandes desígnios da União Europeia”, acrescentando que, “se é o momento de perspetivarmos o futuro em termos de coesão, também é o momento de reafirmarmos a nossa trajetória em termos de coesão”.

 

Sérgio Ávila salientou que, no período de 2000 a 2015, a Região convergiu 1,6 pontos percentuais para a média da União Europeia, enquanto um conjunto de países divergiu 6,6 pontos percentuais e todas as outras regiões do país divergiram da média europeia.

 

“Se analisarmos a Europa a 15 (Estados-Membros), ou seja, os 15 países fundadores da União Europeia e com maior nível de desenvolvimento, os Açores convergiram neste período 6,4 pontos percentuais para a média da União Europeia e o total do país divergiu 0,4 pontos percentuais”, sublinhou.

 

“Estes factos fazem com que a realidade e a nossa capacidade de, não só reivindicar, como defender a Política de Coesão, têm nos Açores um exemplo claro de que permite a convergência para níveis médios de rendimento e de riqueza”, acrescentou.

 

“Este dado é particularmente relevante quando, neste mesmo período, conseguimos fazer este processo global de convergência com os recursos que foram cumulativamente disponibilizados no âmbito da política de coesão”, afirmou Sérgio Ávila.

 

Por isso, defendeu, “a trajetória de convergência global deve ser algo que deve ter como prioridade, no âmbito da politica europeia, a Politica de Coesão, um instrumento de construção europeia cada vez mais equilibrada e cada vez justa”.

Fonte : Gacs
Música variada ... para retribuir a sua companhia    Asas do Atlântico   .... a sua rádio !
Playlist Asas

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Santamariaazores
© Clube Asas do Atlântico - 2015
Todos os direitos reservados

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player