Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Início | Clube | Rádio | Informação | Rally | Contatos
Corvo, Flores e Santa Maria atingiram o objetivo de ďaterro zeroĒ em 2017
INSERIDO EM 2018/08/39

A Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo salientou hoje que as ilhas do Corvo, das Flores e de Santa Maria atingiram em 2017 o objetivo de “aterro zero”, o que evidencia que o Governo dos Açores “tem assumido um compromisso cada vez mais vincado na gestão eficaz dos resíduos”.

“Em 2016, a ilha das Flores tinha atingido o objetivo de 'aterro zero' e, em 2017, juntam-se a esta bandeira também as ilhas do Corvo e de Santa Maria, com uma valorização de 100%”, frisou Marta Guerreiro, que falava, em Ponta Delgada, na apresentação do relatório referente à produção e gestão de resíduos urbanos no ano passado.

 

“Os Açores estão a implementar, com sucesso, uma estratégia baseada na prevenção e redução da produção de resíduos, acompanhada do incremento substancial da reciclagem”, afirmou Marta Guerreiro.

 

A titular da pasta do Ambiente considerou que os dados constantes no relatório agora apresentado "demonstram a evolução progressiva e significativa da Região em matéria de tratamento de resíduos urbanos, sobretudo desde 2013”, salientando que, no ano passado, “os Açores valorizaram, pela primeira vez, mais de metade dos resíduos urbanos produzidos - 51,3% - e, consequentemente, a fração eliminada em aterro foi menor do que a valorizada”.

 

“Este progresso é fruto de um trabalho que a Região tem feito ao longo dos últimos anos, mas 2017 constitui-se, assim, como um marco de referência relativamente aos resíduos urbanos por via do incremento da valorização material e orgânica e da valorização energética”, frisou a Secretária Regional, recordando que, “em 2012, 87% dos resíduos urbanos tinham como destino a eliminação em aterros ou em lixeiras”.

 

Marta Guerreiro sublinhou ainda que “a evolução registada e, sobretudo, os resultados de 2017, permitem inferir que a Região está em condições de cumprir com as metas definidas para 2020, desde que, até lá, sejam completadas as infraestruturas de gestão de resíduos urbanos de acordo com o PEPGRA na ilha de São Miguel”.

 

A governante destacou ainda que a prevenção e a redução da produção de resíduos têm de “estar na linha da frente das políticas públicas", considerando que este trabalho, "longe de concluído, tem já sido fundamental para a alteração de hábitos e para o aumento da consciencialização ambiental”.

 

“Em 2017, para além da abordagem da problemática dos resíduos nas atividades regulares de educação e sensibilização ambiental, o Governo dos Açores desenvolveu um programa específico de ações orientadas para a redução da produção de resíduos, designadamente com campanhas de sensibilização de reutilização de vestuário usado, compostagem de resíduos orgânicos, combate ao desperdício alimentar, entre outras”, adiantou.

 

Nesta linha de atuação, a Secretária Regional evidenciou as medidas que visam a redução de consumo de sacos de plástico, através da aplicação de uma taxa de disponibilização ao consumidor final, como outro “grande exemplo”, o que fez com que, em 2016 e 2017, fossem distribuídos nos Açores “menos 83,3 milhões de sacos de plástico do que em 2015, retirando do consumo, nesses dois anos, cerca de 541,5 toneladas de plástico”.

 

Marta Guerreiro frisou, no entanto, que, apesar do “sucesso destas medidas”, ainda “há muito a fazer juntamente com o esforço de todos – Governo, municípios e cidadãos - numa mudança de paradigma que já permitiu concretizar uma das mais profundas reformas no que diz respeito à gestão dos resíduos”.

Fonte : Gacs
Música variada ... para retribuir a sua companhia    Asas do Atlântico   .... a sua rádio !
Playlist Asas

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Santamariaazores
© Clube Asas do Atlântico - 2015
Todos os direitos reservados

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player