Início | Clube | Rádio | Informação | Rally | Contatos
“Não abdicamos da nossa Autonomia, mas a inércia do Governo Regional também está a ser prejudicial
INSERIDO EM 2021/12/17

Nós queremos que esse projeto avance, mas não é à custa do nosso adquirido autonómico”, assegurou João Vasco Costa, na sequência do debate em Plenário sobre um Decreto de Lei da República que retira poderes aos Açores. 

 

Uma situação que diz respeito às atividades espaciais. Em concreto sobre os projetos previstos para a ilha de Santa Maria neste domínio, o deputado do PS/Açores lamentou “a inércia do Governo Regional”.

A decisão a ser tomada em Lisboa, da forma como está a ser feita, para além de estar ferida de inconstitucionalidade é um atentado, é um ataque ao nosso adquirido autonómico e, portanto, não concordamos com ela, não aceitamos que seja feito dessa forma. Não temos qualquer dificuldade, ao arrepio daquilo que a estrutura do Partido Socialista diz no continente, aqui dizer que os Açores estão primeiro, nós queremos o desenvolvimento das nossas ilhas e principalmente de ilhas mais pequenas como Santa Maria”, referiu, anunciando o voto favorável do PS/Açores contra a proposta do Governo da República.

Desde sempre, recordou o parlamentar, “o PS afirmou que desde que estivessem salvaguardadas as questões ambientais e de segurança para as populações, quer locais, quer regionais, víamos com bons olhos que este tipo de oportunidade”. Aliás, essa foi a aposta dos anteriores Governo Regionais. “O Partido Socialista sempre agiu e disse, a propósito, que teríamos de usar a nossa condição geoestratégica para potenciar o nosso futuro e o nosso desenvolvimento. Daí termos acarinhado projetos como a instalação da NAV 2, a ESA, RAEGE e, mais recentemente, com a ideia de levar a cabo o projeto espacial para Santa Maria”.

No entanto, João Vasco Costa reconheceu que “em face da inércia deste Governo Regional na questão espacial, que revela, por um lado, desconhecimento e por outro lado incompetência, é óbvio que embora não concordemos e reajamos também contra qualquer atropelo à nossa autonomia, entendemos que em termos de avanço do projeto se calhar, para Santa Maria era melhor que esse Decreto de Lei fosse aprovado e que o processo fosse controlado por Lisboa, porque se não a coisa não anda”.

O deputado do PS, também, exortou o Governo Regional a agir em defesa dos interesses de Santa Maria e da Região, considerando que não colhe a desculpa que o atual executivo tem usado para não avançar com o processo: “se acreditam na bondade do mérito da decisão do júri que anulou o concurso não podem ter medo que exista uma decisão judicial de sentido contrário”.

Fonte : GPPS/Açores
Recordar é viver

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Santamariaazores
© Clube Asas do Atlântico - 2020
Todos os direitos reservados